9.10 Gestión Cultural en instituciones públicas brasileñas de enseñanza superior

Por Paulo Cezar Nunes Junior

Arruda, Malu. 2017. O papel da universidade nas políticas culturais (Entrevista). Observatório Itaú Cultural. Disponível em: http://www.itaucultural.org.br/o-papel-da-universidade-nas-politicas-culturais-malu-arruda. Acesso em 13/set/217.

Barnabé, Mónica. 2012. Cómo hablar de cultura en la universidad? La gestión de un campo para los Estudios Culturales. Pragmatizes: Revista Latinoamericana de Estudos em Cultura, Rio de Janeiro, v. 2, mar., p.111-124.

Barros, José Marcio. 2008. Diversidade cultural e gestão: apontamentos preliminares. Texto apresentado no IV ENECULT. Promovido pelo Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura da UFBA.

Botelho, Isaura. Cultura e Universidade: Reconstituindo as Trajetórias dos Diálogos Institucionais. In.: Políticas Culturais: Teoria e Práxis. Observatório Itaú Cultural, 2011

Brasil. 2000/2001Plano Nacional de Extensão Universitária. Edição Atualizada. Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras e SESu / MEC.

Caune, Jean. 2012. Préface. In: Ladortune, Jean-Marie. (Dir). La médiation culturele. Les sens des mots et l´essence des pratiques. Presses de l´Université du Québec.

Cerreti, Camila Cestari. 2014. Cultura, Educação e Políticas Públicas para o Ensino Superior: Um estudo propositivo do Programa Mais Cultura nas Universidades para os Estados da Bahia e Sergipe. 120 p. il. 2014. Monografia (Curso de Formação de Gestores Culturais dos Estados do Nordeste) – Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.

Costa, P. M. D.; Santos, S. R. M.; Grispun, M. P. S. Z, 2009. Extensão Universitária e o Campo da Política Cultural. Meta: Avaliação. Rio de Janeiro, v. 1, n. 3, set./dez. p. 352-368.

Diretoria de Estatísticas Educacionais. 2017. Resumo Técnico – Censo da Educação Superior 2014, Brasília. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484154/Resumo+Técnico+-+Censo+da+Educação+Superior+2014/18f31c19-9885-4d1d-ba53-06008b11531e?version=1.0. Acesso em 23/abr/17.

Enecult. 2015. Encuentro de estudios multidisciplinarios en cultura. Disponible en: http://www.cult.ufba.br/enecult/politicas-culturais-e-universidades/. Acesso em 25/abr/17.

Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidade Públicas Brasileiras. 2012. Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus, p.15.

Gomes, Elias Evangelista. 2017. O lugar da cultura na educação: desafios para a extensão universitária brasileira. Revista Barbaquá / UEMS. Dourados, vol. 01, n. 01. p.33-40.

González, María Adelaida Jaramillo; et al. 2013. Políticas culturales para la educación superior en Colombia: ¡nuestro proyecto común! Colômbia: Universidad de Antioquia, Departamento de Extensión Cultural. Instituto Tecnológico Metropolitano de Medellín.

Londoño, Andrés García; González, María Adelaida Jaramillo (eds.). 2006. Universidad de Antioquia: culturas y camiños. Medellín, Colombia: Universidad de Antioquia, Vicerrectoría de Extensión División de Extensión Cultural.

López Borbón, Liliana. 2015. La gestión cultural como construcción de ciudadanía. México.

Lorenzoni, Ionice. 2017. Censo mostra que ingresso de alunos cresceu 8,5% em 2008. Ministério da Educação – Governo Federal. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/32123. Acesso em 23/abr/17.

Jordão, Gisele; Birche, Leonardo; Rendelucci, Renata (Coords). 2016. Mapeamento dos cursos de gestão e produção cultural no Brasil: 1995-2015 [recurso eletrônico]. São Paulo: Itaú Cultural, 130p.

Negreti, Danilo et al. 2016. Os caminhos para a definição de uma política de desenvolvimento cultural para a Unicamp. 7o Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. Universidade Federal de Ouro Preto, 7 a 9 de setembro.

Nogueira, Maria das Dores Pimentel. 2000. Extensão Universitária: diretrizes conceituais e políticas. Belo Horizonte: Proex . UFMG. 196p.

Nunes Junior, P.C. et al, 2016. Cultura y Extensión Universitaria en Brasil: Un Corredor de relatos. In: XII Congresso Español de Sociología – Grandes transformaciones sociales, nuevos desafios para la Sociología / Federación Espanhola de Sociología.

Pol, E. 1996. La apropiación del espacio. In Íñíguez & Pol. E. (coord.) Apropiación, Cognición y Representación Ambiental. Monografías PsicoSocioAmbientales. Barcelona: PUB.

Renex (Rede Nacional de Extensão), 2014. Primeira Fase do Projeto Corredor Cultural Sudeste é Iniciada. Disponível em: http://www.renex.org.br/. Acesso em 13/mar./15.

Rubim, Antonio Albino Canelas. 2013. Políticas culturais do governo Lula. Revista Lusófona de Estudos Culturais | Lusophone Journal of Cultural Studies Vol. 1, n.1, pp. 224-242, 2013.

Rubim, Antonio Albino Canelas. 2007. Políticas culturais: entre o possível e o impossível. In: Teorias e Políticas da Cultura. Gisele Marchiori Nussbaumer (org). Salvador: EDUFBA.

Sampaio, Carlos Eduardo Moreno. 2016. Microdados do Censo da Educação Superior 2015. INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Brasília, novembro de 2016.

Schmidt, Flávia. s/d. A Diversidade nas Organizações Contemporâneas. Disponível em

http://www.percepcoes.org.br/artigos.asp?idartigo=260

Speller, Paulo; Robl, Fabiane; Meneghel, Stela Maria (Orgs.). 2012. Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década. Brasília : UNESCO, CNE, MEC. 164 p.